|
Mensagem de Páscoa de Sri Mrinalini Mata 2012
Jesus Christ

Ó Cristo Universal, desperta dentro de nós! Nós te crucificamos com nossa ignorância. Ressuscita novamente em nosso interior como eterna Sabedoria Crística e bem-aventurança perene.   

Paramahansa Yogananda  

Saudações de Páscoa desde os ashrams de Paramahansa Yogananda e calorosos votos de que vocês experimentem a alegre ressurreição de espírito, que é a promessa perene desta época sagrada.

Gerações surgiram e desapareceram desde o advento de Jesus. A história registra as turbulentas transformações dessas eras repletas da ignorância que impede o progresso evolutivo da humanidade em direção a uma consciência superior. Transcendendo as cenas sempre cíclicas de circunstâncias sombrias e terríveis, persiste eternamente a luz em constante expansão da Verdade imutável. A Verdade que se manifestou na vida prístina de Jesus, na qual estava encarnada a Consciência Crística infinita, cintila sem jamais perder seu brilho – uma força imortal e imortalizadora da bondade e da graça de Deus. A verdadeira celebração da Páscoa consiste em despertar nossa receptividade para esse poder crístico universal com que Jesus ressuscitou a vida eterna em seu corpo por meio da divindade de sua alma; e a verdadeira alegria da Páscoa é o alvorecer, em nossa própria vida, da percepção da antiga sabedoria bíblica, que ele reafirmou: "Não está escrito na vossa lei: 'Eu disse: Sois deuses'?"

Essa foi certamente a sublime promessa a toda a humanidade, implícita na vida vitoriosa e na ressurreição de Jesus. A vida eterna está inerente na identidade com a alma imortal e na unidade desta com Deus – a essência eterna de cada alma. Essa centelha individualizada da presença de Deus em cada um de nós é que deve ser ressuscitada. Em meditação profunda, sentimos um doce conforto de paz, uma alegria sutil de realização e plenitude, e um jorro vibrante de amor que acompanha os pensamentos devocionais sobre Deus. Nesse estado, entramos em contato com a consciência da alma – o reflexo do Cristo Infinito em nosso interior – e, pelo menos momentaneamente, experimentamos a verdadeira alegria da ressurreição e de nos libertarmos da escravidão ao corpo mortal e ao ego.

Podemos preservar esse vislumbre de nosso Eu ressuscitado e expressá-lo em ações. Nunca aceitem que, terminada a meditação, os instrumentos mortais – a mente finita com seus sentidos ilusórios e emoções volúveis – devam inevitavelmente estabelecer uma barreira entre o seu eu exterior e o Deus que habita em seu interior. Assim como Jesus e todos os grandes mestres o fizeram, também o nosso desafio é manter o vínculo com essa consciência ressuscitada pela meditação e com suas dádivas da graça divina, permitindo que essa consciência reine sobre nossas vidas, atitudes e reações.

Não subestimem o grande alcance dessa realização. Ao conquistarem algumas vitórias, ainda que pequenas, na expressão das qualidades crísticas de sua natureza superior, vocês ressuscitam essa bondade de sua alma; e ela imerge em humilde cooperação com o Bem Universal ou Deus. Sem ostentação – mesmo que não o saibam –, sua transformação desse modo ajuda a dispersar as trevas do mundo em geral. Por fim, sua vida individual torna-se parte da luz onipresente da Consciência Crística, que tenta espiritualizar toda a criação. Que esta Páscoa revele à sua percepção esses potenciais da alma, cuja expressão é o seu destino divino!

Nas bênçãos incessantes de Deus, de Cristo e dos Mestres,

Mrinalini Mata's Signature

Sri Mrinalini Mata

Copyright © 2012 Self-Realization Fellowship. Todos os direitos reservados.

Shop Bookstore   |   eNews   |     Donate   |   Contact Us   |   Sitemap   |   Audio Video Index   |   Privacy Policy   |   Terms of Use  
Copyright © Self-Realization Fellowship. All Rights Reserved.